O auge da celebração dos 10 anos do ECAI acontece no último final de semana de novembro, com vários mini-concertos/shows, lançamentos de livros e uma exposição. Tudo gratuito e aberto ao público (máscaras e distanciamento obrigatórios). Atenção para as datas e horários (manhã/noite), para não se confundir!

Role a tela para detalhes dos eventos:

EXPOSIÇÃO:
Marisa Góes, fotografias

LIVROS de:
Ana Morelli
Cassiano Barbosa
Clara Favilla
Cláudio Ferreira
Cristiane Dias
Daphne Machado
Eliane Cruxên
Fátima Bueno
James Fensterseifer
Lilian Neves
Milton Moraes Jr.

CONCERTOS/SHOWS:
Eduardo Souza, violão
João Machado, violino
Larissa Paggioli, piano
Marília de Alexandria, piano
Monique dos Anjos, violino
Rodolpho Borges, cello
Rodrigo Zolet, acordeon
Sérgio Morais, flauta


EXPOSIÇÃO
Salão Ipê

66 km: aqui e agora
Marisa Góes, fotografias
sab/dom 27 e 28 nov
10h às 13h

A exposição 66km: aqui e agora, inspirada na canção de Gilberto Gil, retrata pequenos paraísos encontrados num raio de 60km de Brasília.

Dentro de casa, nas ruas do seu bairro ou em uma cachoeira próxima à cidade, a fotógrafa Marisa Góes nos convida a buscar os lugares secretos que estão ao nosso alcance, em busca de poesia, conexão e inspiração.


LANÇAMENTOS DE LIVROS
Salão Ipê e Varanda

Os Primeiros 10 Anos do Coral da UnB
de Ana Morelli,
Cassiano Barbosa e
Daphne Machado
sab/dom 27 e 28 nov
10h às 13h

Ana Morelli, Daphne e Cassiano , três pessoas maravilhosas, escreveram a história dos dez primeiros anos do Coral da UnB. Iniciada em 1991, essa história inovou e transformou não apenas o movimento coral  brasiliense, como também a vida de várias pessoas – entre elas, a do criador do ECAI.

Tempestade Tropical – Cadernos de Viagem
de Clara Favilla
sab/dom 27 e 28 nov
10h às 13h

Clara Favilla, jornalista residente em Brasília desde criança, sempre gostou de ler e escrever. Por profissão, dedicou-se durante décadas à cobertura da área econômica. Encerrado seu  ciclo de jornalismo diário, organizou em livro, anotações  que vinha acumulando em gavetas.

Tempestade Tropical – Cadernos de Viagem é um livro de crônicas, alinhavadas em capítulos. Começa num voo, a partir da  Flórida, passa por diversas etapas da vida da escritora até a chegada, em Brasília, que considera “seu porto seco, porto seguro”.

Beijo Amordaçado
de Cláudio Ferreira
apenas domingo
28 nov, 10h às 13h

O livro Beijo Amordaçado documenta as ações da Censura às telenovelas brasileiras durante a ditadura militar. Por meio do exame dos relatórios dos censores, guardados no Arquivo Nacional, em Brasília, o autor Cláudio Ferreira destaca os principais cortes feitos nos textos e nos capítulos gravados das novelas que foram exibidas entre 1964 e 1988, além de listar os temas que eram os alvos mais recorrentes da Censura.

Labirinto sem fio de Dédalo
de James Fensterseifer
sab/dom 27 e 28 nov
10h às 13h

James Fensterseifer é diretor de teatro e dramaturgo. Com a Cia. Brasilienses de Teatro, especializou-se em transmutar romances clássicos para o palco. Dos seus textos autorais, destacou-se Entrevista com ELE (Prêmio SESC do Teatro Candango de Melhor Dramaturgia – 2012). Em tom de aventura, Labirinto sem fio de Dédalo usa toda sua experiência de narrativa especializada a serviço de contar uma boa história.

Meus Pés por Aí
de Lilian Neves
sab/dom 27 e 28 nov
10h às 13h

A urbanista Lilian Neves registrou em seu primeiro livro Meus Pés por Aí dez crônicas de viagens. A cada novo roteiro, a realização de um sonho : da menina que adorava geografia, da estudante de arquitetura da Universidade de Brasília curiosa para conhecer as cidades fora dos livros e fotos. Da mulher que estuda, lê, conhece e se abre para a cultura e a vida real a cada destino percorrido.

Arte como destino – viagens e conexões
de Fátima Bueno
sab/dom 27 e 28 nov
10h às 13h

Arte como destino – viagens e conexões é o terceiro livro de Fátima Bueno, que já escreveu sobre o cotidiano na Asa Norte e música em Brasília dos primeiros vinte anos da capital. Desta vez, o tema é arte, em contexto ampliado em diversidade e percursos.

Curso Expresso de Fotografia com Celular
de Milton Moraes Jr.
sab/dom 27 e 28 nov
10h às 13h

O fotógrafo Milton Moraes Jr, profissional há mais de dez anos e professor de fotografia em vários níveis, incluindo o de fotografia com celular, escreveu o livro Curso Expresso de Fotografia com Celular em um formato simples, direto e prático, capacitando seus leitores a obterem melhores fotos já nas primeiras páginas.

O segredo da Rã Zinza e
A Rã Zinza não consegue dormir

de Eliane Cruxên
sab/dom 27 e 28 nov
10h às 13h

Eliane Cruxên nasceu em Porto Alegre. Sempre gostou de crianças, de histórias infantis e de escrever. Escreve crônicas, contos e poesias. Publicou dois livros infantis: O segredo da Rã Zinza e A Rã Zinza não consegue dormir.


Rupestra 10+ [pintura rupestre e design na Serra da Capivara]
de Cristiane Dias
sab/dom 27 e 28 nov
10h às 13h

A designer Cristiane Dias escreveu Rupestra 10+ [pintura rupestre e design na Serra da Capivara], livro onde compartilha suas aventuras e criações entre Brasília, Londres e a Serra da Capivara no Piauí, numa espécie de diário de bordo ilustrado.


CONCERTOS / SHOWS
Salão Ipê
Sala das Flores
Sala Brasília

Monique dos Anjos, violino
Marília de Alexandria, piano
Salão Ipê (ECAI 1)
mini-concertos no sábado
17h, 17h30, 18h, 18h30, 19h e 19h30

A violinista Monique dos Anjos e a pianista Marília de Alexandria apresentam obras de grandes compositores: Robert Schumann, com “Fantasiestücke” Op. 73 (originalmente para clarinete e piano), de grande expressividade e riqueza de ritmos e cores; e ainda transcrições para violino de canções de Cláudio Santoro, (originalmente com poemas de Vinícius de Moraes que remetem à dor, perda e solidão).

Monique já se apresentou com inúmeras orquestras no Brasil e exterior, entre elas a OSESP, a Filarmônica de Goiás e a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro. Já a pianista Marília de Alexandria é bem conhecida do ECAI: com intensa atividade como camerista, esta professora da Escola de Música de Brasília, especialista em Piano Acompanhamento (RJ) e Mestre em Piano (UFG), já se apresentou ao lado de notáveis músicos e orquestras no Brasil e exterior e inúmeras vezes em nosso Salão Ipê – além de ser a correpetidora titular dos corais do ECAI.

Eduardo Souza, violão
Sala das Flores (ECAI 2)
mini-shows no sábado
17h, 17h30, 18h, 18h30, 19h e 19h30

O violonista Eduardo Souza apresentará peças que vão do período Clássico até o Jazz Contemporâneo, de forma a demonstrar um pouco das possibilidades estéticas desse instrumento tão popular, o violão. Eduardo, que já se apresentou no ECAI algumas vezes em conjuntos e duplas, agora mostra seu trabalho solo.

Sérgio Morais, flauta
Sala Brasília (ECAI 3)
mini-shows no sábado
17h, 17h30, 18h, 18h30, 19h e 19h30

O flautista Sérgio Morais, um dos favoritos do ECAI, está prestes a completar 30 anos de carreira, e apresentará um repertório eclético com música clássica e popular de vários gêneros. Quem conhece Sérgio sabe do irresistível charme desse brasiliense querido.

Rodolpho Borges, cello
Marília de Alexandria, piano
Salão Ipê (ECAI 1)
mini-concertos no domingo
17h, 17h30, 18h, 18h30, 19h e 19h30

E no domingo, nossa querida pianista Marília de Alexandria volta ao palco do nosso Salão Ipê, desta vez para apresentações com o violoncelista Rodolpho Borges, membro da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, onde também já atuou como solista (além da Orquestra Municipal de João Pessoa e a Orquestra Sinfônica da Paraíba). É professor da Escola de Música de Brasília desde 2013. O duo apresentará um repertório em sua totalidade de músicas brasileiras, com obras de Heitor Villa-Lobos, Henrique Oswald, Francisco Mignone e Francisca Aquino.

Rodrigo Zolet, acordeon
Sala das Flores (ECAI 2)
mini-shows no domingo
17h, 17h30, 18h, 18h30, 19h e 19h30

Rodrigo Zolet, com 10 anos de carreira, vai tocar um repertório de choros, frevos e baiões no acordeon, passando por obras de Luiz Gonzaga, Sivuca, Dominguinhos, Pixinguinha, K-Xmbinho e Jacob do Bandolim. Já tendo participado em outras formações em apresentações diversas no ECAI, Rodrigo agora apresenta um show em formato de acordeon solo.

Duo Paggioli-Machado, violino e piano
Sala Brasília (ECAI 3)
mini-concertos no domingo
17h, 17h30, 18h, 18h30, 19h e 19h30

O Duo Paggioli-Machado é formado pelo violinista/violista João Paulo Machado e pela pianista Larissa Paggioli.

João é doutor em performance (violino) e pedagogia pela Universty of Northern Colorado – EUA, e hoje é professor de viola e estruturação musical na UnB.

Larissa é doutora em performance (piano solo e piano como instrumento colaborador) pela University of Northern Colorado, e atualmente trabalha como professora e pianista correpetidora no Centro Suzuki de Brasília.

Desde a sua formação, o duo se apresenta com frequência no Brasil e EUA. O seu repertório é bastante variado e abrange obras de diversos estilos e períodos, tendo sempre a preocupação de incluir compositores brasileiros.